Rovuma LNG inicia o desenvolvimento do Centro de Desenvolvimento Empresarial

MAPUTO, Mozambique – ExxonMobil Moçambique, Limitada em nome da Mozambique Rovuma Venture e os parceiros da Área 4, anunciaram a adjudicação do contracto para estabelecer Centros de Desenvolvimento Empresarial (CDE) em Maputo, Pemba e Palma em colaboração com o Governo de Moçambique e o sector privado.

Rovuma LNG inicia o desenvolvimento do Centro de Desenvolvimento Empresarial
  • Abertura do primeiro centro em 2020 para capacitar PMEs Moçambicanas
  • Investimento de 3 milhões de Dólares Norte Americanos dos parceiros da Área 4

O CDE é uma plataforma para desenvolver empresas moçambicanas qualificadas e competitivas com habilidades transmissíveis que possam apoiar uma variedade de sectores crescentes moçambicanos como o sector extrativo.

“Estamos comprometidos em priorizar a procura de bens e serviços locais para o Rovuma LNG” disse Jos Evens, director geral para ExxonMobil Moçambique, Limitada. “O CDE ira avaliar as capacidades dos fornecedores locais e prepara-los para competir a nível nacional e internacional”.

As empresas moçambicanas receberão comentários personalizado do desempenho para destacar as capacidades, identificar as oportunidades e providenciar recomendações practicas para capacitação. O CDE vai também dar seminários, sessões de formação de negócios, e informação relativa aos procedimentos de acquisição de projectos e contratados.

Espera-se abrir o primeiro centro em Maputo dentro do primeiro semestre de 2020 e a abertura dos centros em Pemba e Palma espera-se apos a Decisão Final de Investimento (DFI) dos parceiros da Área 4.

Os parceiros da Área 4 estão a investir 3 milhões e dólares Norte Americanos para estabelecer e operar o CDE neste primeiro ano. Outras instituições e operadores internacionais são encorajados a subscrever ao CDE para criar um plataforma sustentável das várias partes interessadas que possa apoiar outros projectos e industrias no futuro.

“O CDE é um plataforma corporativa piloto integrado, desenhado para providenciar apoio técnico e promocional para a qualificação e modernização das nossas pequenas e médias empresas", disse Claire Mateus Zimba, diretor geral do Instituto de Promoção das PME (IPEME). "A criação do CDE é uma contribuição significativa para o processo de crescimento económico e empresarial de Moçambique."

"Estamos entusiasmados por trazer a nossa experiência global a Moçambique em parceria com a TPLA, uma empresa de uma mulher moçambicana", disse Zachary Kaplan, director da DAI. "Juntos, pretendemos apoiar os objetivos de conteúdo local do Rovuma LNG e do Governo de Moçambique."
Sobre Rovuma LNG
A Área 4 é operada pelo Mozambique Rovuma Venture S.p.A. (MRV) uma joint venture detida pela Eni, ExxonMobil e pela CNPC que detém uma participação de setenta por cento ao lado da Galp Energia Rovuma BV, KG Moçambique Ltd. e Empresa Nacional de Hidrocarbonetos E.P., cada uma das quais detém uma participação de dez por cento. A ExxonMobil vai liderar a construção e operação de liquefação de gás natural e instalações relacionadas em terra em nome da MRV, e a Eni continuara a liderar a construção e operações das instalações Upstream.